Buscar

O que é uma Abordagem Multissensorial? E por que isso é tão bom para o aprendizado de inglês?



A abordagem multissensorial integra elementos de aprendizagem visual, auditiva, tátil (tato) e cinestésica (movimento). Diferentes métodos de ensino ativam diferentes partes do cérebro. Uma abordagem multissensorial pode melhorar a memória e a capacidade de aprender. Isto pode também incluir o paladar, o olfato, o tato, a visão, a audição e o movimento. Os alunos podem vivenciar uma aula através de múltiplos caminhos que estimulam melhor os seus cérebros e fazem com que se envolvam mais profundamente na matéria. Existem muitas histórias na literatura educacional que remontam a Montessori, John Dewey e Grace Fernald, só para citar alguns.


O cérebro de cada criança é diferente, com diferentes padrões, circuitos e funções neurológicas. Isto faz com que a forma como cada pessoa aprende também seja diferente. A utilização de todos os sentidos (paladar, olfato, tato, visão, audição e movimento) pode ser eficaz. Nem todos os sentidos são usados em todas as aulas, mas as aulas que os incluem podem ajudar os alunos a se envolver com o material de várias formas diferentes



Os Sentidos


VISUAL:


O sentido da visão usa os olhos para coletar informações, nas quais o cérebro então interpreta.


AUDITIVO:


Esse sentido ajuda a criança a detectar o tom, a intensidade e o tom de um ruído ou som. Esse sentido também nos permite captar os sons que ouvimos, processá-los e criar uma resposta correta. Este sentido é importante para habilidades de escuta, comunicação e habilidades sociais.


TÁTIL:


Essa sensação é detectada por meio de receptores na pele. As informações desse sentido permitem que a criança sinta quando está sendo tocada e a qualidade desse toque. Também permite que a criança determine o que está tocando sem o uso de sua visão.


OLFÁBRICA:


Esse sentido nos ajuda a diferenciar entre milhares de odores diferentes e determinar se eles são perigosos, desagradáveis, agradáveis, fortes ou fracos. Os receptores sensoriais em nosso nariz captam informações sobre os odores ao nosso redor e as enviam ao cérebro. Este sistema também ajuda a criar os sabores que provamos nos alimentos. Nosso olfato também está ligado às nossas memórias e pode afetar nosso humor.


GUSTATORY:


Ele permite que uma criança diferencie os sabores e sabores dos alimentos, como doce, azedo, salgado, amargo e salgado. O sabor é recebido por meio das papilas gustativas e células receptoras na língua.


CINESTÉSICA:


Esta é a percepção sensorial do movimento. O cérebro recebe feedback dos músculos e ligamentos sobre como o corpo está se movendo. A aprendizagem cinestésica refere-se à necessidade de movimento e exemplos realistas e situacionais ao adquirir informações.



Por que devemos oferecer oportunidades de aprendizado multissensorial nas aulas de inglês?


Precisamos acomodar diferentes estilos de aprendizagem; nem todo mundo aprende melhor da mesma maneira.


  • No passado, a linguagem muitas vezes significava apenas texto, e cada vez mais os alunos estão achando o texto difícil e desmotivador.

  • A pesquisa nos diz que apenas dizer algo a alguém não é a maneira mais eficiente de fazê-los aprender.

  • Para muitos alunos com necessidades educativas especiais, a compreensão dos conceitos depende muito da experiência ao invés de "contar".

  • As imagens fornecem um 'pino' para pendurar a linguagem e como um auxílio para a memória e a evocação.

  • A mudança frequente de atividade evita o tédio, sustenta o interesse.

  • Os alunos precisam de muita prática na manipulação dos elementos da linguagem (consolidação) antes de tentar usar a língua para falar, ouvir, ler ou escrever.


Quer saber mais sobre como incorporar a abordagem multissensorial nas aulas de inglês?

Então, por que não experimentar algumas de nossas atividades gratuitas, tudo que você precisa é fornecido. Ou dê uma olhada em nosso curso de nível 1 completo para crianças!



57 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo